Reduzir custos de manutenção é muito importante para quem quer lucrar mais, principalmente num cenário incerto como o que estamos vivendo nos últimos anos. Confira 15 dicas que irão ajudar você nessa missão.

Engenheiro Matheus Souza

Olá, eu sou o engenheiro Matheus Souza, diretor da Girotti Componentes e Sistemas de Injeção Diesel. Sou apaixonado por máquinas pesadas e há mais de 25 anos trabalho nessa área. Neste artigo, compartilho um pouco da minha paixão e experiência com você, aproveite!

Quem trabalha com máquina pesada sabe que a manutenção é o calcanhar de Aquiles. Afinal, além dos custos propriamente dito, manutenção significa máquina parada. Por sua vez, máquina parada mais que o necessário significa grandes prejuízos. Inclusive, já até calculei quanto custa uma máquina parada neste outro artigo.

Sendo assim, é natural que haja uma preocupação grande em reduzir os custos e o tempo de manutenção. Nesse sentido, planejamento e prevenção são fundamentais. Além disso, é preciso entender que investir em manutenção e peças de qualidade não são gastos e sim investimentos.

Enfim, separei algumas dicas rápidas, mas fundamentais, especialmente para você.

Como reduzir custos de manutenção

10 dicas para reduzir os custos de manutenção da sua máquina

1- Crie uma rotina para a manutenção preventiva

Como diz o ditado, a prevenção é o melhor remédio. No caso da manutenção de máquinas pesadas, esse ditado é totalmente válido. Por isso, tente criar uma rotina bem definida de inspeção e substituição de itens da máquina.

2- Invista em manutenção preditiva

A manutenção preditiva consiste em coletar e analisar os dados da máquina com o objetivo de identificar possíveis alterações que possam representar falhas no equipamento. Sem dúvida, é uma ótima forma de antever os problemas e evitar que a máquina fique parada por mais tempo que o necessário.

3- Alinhe o cronograma de manutenção com o da produção

Não basta ter um cronograma de manutenção bem definido, é preciso que ele esteja alinhado com a produção. Desse modo, é possível ajustar as datas de manutenção de acordo com a demanda da máquina. Assim, torna-se possível fazer a manutenção preventiva em períodos em que a máquina já estaria parada. Desse modo, o prejuízo com a máquina fora de produção é minimizado ou até mesmo eliminado.

4- Tenha sempre um histórico da manutenção

Ter um histórico da máquina é essencial para uma manutenção preventiva eficiente. Afinal, dessa forma é possível garantir que as peças estão sendo substituídas no prazo adequado. Além disso, mantendo um histórico é possível entender melhor a dinâmica da máquina. Isso permite compreender com maior eficiência, por exemplo, a periodicidade com que os defeitos ocorrem. Desse modo, é possível se planejar melhor e evitar gastos desnecessários.

5- Treine a equipe de manutenção

Muitos problemas de manutenção são causadas pela falta de qualificação da equipe de manutenção. Isso pode acontecer por falhas na inspeção da máquina, dificuldades em identificar corretamente os problemas ou até mesmo erros na hora de instalar alguma peça. Certamente, esses problemas podem comprometer todo o sistema e o planejamento de manutenção ocasionando custos desnecessários. Por exemplo, aqui na Girotti direto recebemos para reparo ou remanufatura unidades, injetores e bombas com defeitos causados por falhas na instalação. Por isso, é essencial investir na qualificação da equipe.

6- Treine os operadores

A operação incorreta é responsável por inúmeras falhas nos equipamentos. Por isso, é muito importante garantir que os operadores operem a máquina respeitando seus limites e funções. Além disso, é essencial que os operadores identifiquem possíveis sinais de problemas que a máquina dá durante o trabalho, como perda de potência, vibrações, entre outros. Por fim, o operador também deve ter a competência necessária para inspecionar corretamente o equipamento. Tudo isso só é possível com operadores treinados e capacitados. Nesse sentido, fique atento aos sinais de que o operador está precisando de treinamento.

7- Invista em peças de qualidade

Quando se trata de máquina pesada, o barato costuma sair caro. Por isso, quando for necessária a substituição de peças, é muito importante investir naquelas de procedência garantida. Nesse sentido, as peças reman costumam ser opções de ótimo custo benefício (desde que tenham a procedência garantida).

8- Invista em tecnologia

A tecnologia é uma grande aliada na manutenção. De fato, hoje existem inúmeras técnicas e ferramentas úteis para acompanhar o desempenho da máquina, de modo a determinar desde níveis de desgaste até a periodicidade de reparos e consertos. Da mesma forma, existem softwares capazes de facilitar a organização do plano de manutenção. Certamente, é uma ótima ideia pesquisar e utilizar tecnologias que facilitem o trabalho de manutenção.

9- Elimine os gargalos

Faça uma análise completa dos processos da sua empresa, desde a manutenção até a operação. Desse modo, você identifica com exatidão onde os recursos (tempo e dinheiro) estão sendo aplicados. Dessa forma, é possível reconhecer os gargalos que prejudicam o bom andamento das coisas. Da mesma forma, é possível eliminar problemas que geram custos desnecessários.

10- Esteja preparado para emergências

Por mais que a manutenção preventiva e preditiva de qualidade, juntamente com a operação correta, praticamente anulem os riscos de falhas inesperadas, ainda assim elas podem ocorrer. Por isso, é sempre importante estar preparado. Ou seja, tenha um plano para o caso de emergências.

11- Faça a inspeção diária

Com uma rápida inspeção diária após a jornada de trabalho, já é possível identificar problemas que comprometam a máquina. Por isso, é de suma importância inspecionar alguns itens básicos, conforme falei neste post.

12- Integre as equipes

Como viu nas dicas acima, integração entre as equipes de manutenção, operação, planejamento e administração são essenciais para garantir processos fluidos e que resultem em menos tempo de máquina parada.

13- Invista em tecnologia

A tecnologia é uma aliada e tanto na redução de custos. Para isso, existem técnicas, inovações e indicadores de desempenho que são acompanhados ao longo do tempo para determinar níveis de desgaste, depreciação, periodicidade de reparos e consertos. Tudo isso de maneira automatizada e rápida.

14- Terceirize serviços

Montar uma equipe de manutenção qualificada demanda tempo e investimento. Por isso, a terceirização pode ser uma alternativa bem mais viável para algumas empresas. Ao fazer isso, certifique-se de contratar uma empresa de procedência garantida.

15- Automatize os processos

Automatizar os processos é uma alternativa viável em várias frentes. Por exemplo, é possível instalar sensores que medem o desempenho da máquina e auxiliam na manutenção preditiva. Além disso, através de uma automação mais avançada é possível programar a máquina para que ela identifique e solucione os problemas automaticamente.

Agora que você já aprendeu a reduzir custos de manutenção da sua máquina, anote aí para quando precisar. A GIROTTI fornece sistemas de injeção eletrônica reman para máquinas pesadas. Além disso, oferece também componentes como motores, transmissão, turbinas, entre outros. Entre em contato e saiba mais.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe nas suas redes sociais! 

Deixe o seu comentário